Estrutura fundiária do estado de Alagoas, utilizando para alcançar esse objetivo o Índice de Gini e a Curva de Lorenz

Analisar historicamente a distribuição da terra no estado da Alagoas, utilizando os Censos Agrícolas/Agropecuários do IBGE de 1920, 1940, 1950, 1960, 1970, 1975, 1980, 1985, 1995/6 e 2010, adotando o Índice de Gini e a Curva de Lorenz como referência para mensurar o grau de concentração da terra nos municípios alagoanos. A partir dos dados obtidos, efetivar-se-á a espacialização deste fenômeno social através da elaboração de cartogramas com a utilização do software o Philcarto.

 

Lista de produções acadêmicas disponíveis abaixo (clique sobre a referência para acessar os artigos):

 

Resumos:

 

SANTOS, Cirlene Jeane Santos; GERMANI, Guiomar Inez. Índice de Gini - a Geografia da Concentração Fundiária no Estado da Bahia. In: VI Encontro Baiano de Geografia, 2002, Salvador, 2002.

 

SANTOS, Cirlene Jeane Santos; GERMANI, Guiomar Inez. Leitura do Espaço Agrário no Estado da Bahia - Índice de Gini. In: XVI Encontro Nacional de Geografia Agrária, 2002, Petrolina. Anais do Encontro Nacional de Geografia Agrária - Agricultura brasileira unidade na diversidade. Petrolina/PE, 2002. v. Único. p. 250-252.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!